Diretório Brasileiro de Dados Geoespaciais - DBDG

Na INDE, a disponibilização, o compartilhamento e o acesso a dados e informações geoespaciais (IG) e aos serviços relacionados se realizam mediante uma rede de servidores integrados à Internet, reunindo produtores, gestores e usuários de IG no ciberespaço. A essa rede de servidores denomina-se Diretório Brasileiro de Dados Geoespaciais - DBDG.

Como geoportal da INDE, o Portal Brasileiro de Dados Geoespaciais - SIG Brasil oferece, aos seus usuários, acesso aos recursos distribuídos do DBDG.

A proposta tecnológica para a implantação do DBDG incorpora soluções para organizações com alta capacidade tecnológica até as de menor capacidade, visando a integração entre sistemas de diferentes instituições. Para saber como sua organização pode se tornar um membro do DBDG, clique aqui.

A condição necessária para se lograr a interoperabilidade entre os diversos sistemas e dados disponibilizados no DBDG é que sejam observadas as normas da CONCAR e do e-PING (Programa de Interoperabilidade do Governo Eletrônico), conforme o Decreto 6666/08.

O e-PING define um conjunto de padrões abertos baseados, principalmente, nas especificações de interfaces do Open Geospatial Consortium (OGC) visando à implementação de geoserviços, através dos quais são disponibilizados os dados e metadados geoespaciais no DBDG.

O esquemático abaixo ilustra simplificadamente a Arquitetura Orientada a Serviços adotada no DBDG, conforme o Plano de Ação da INDE:

Esquemático DBDG