Data:

15 a 18 de Outubro de 2024

Horário:

De 9h às 18h

Inscrições Remoto/Presencial

Inscrições:

Divulgação em breve

Local do evento:

Rua Gen. Canabarro, 706 - Maracanã, RJ

Apresentação

O IBGE, em seu papel de Gestor do Diretório Brasileiro de Dados Geoespaciais, em parceria com a Universidade Federal do Paraná, a Universidade de São Paulo e a Universidade Federal Fluminense, realiza o IV Simpósio Brasileiro de Infraestrutura de Dados Espaciais (IV SBIDE), que ocorrerá no período de 15 a 18 de outubro de 2024. Este ano, comemorando os 16 anos de instituição da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE), o tema é:  IDEs Inteligentes para governança e políticas públicas.  O evento reunirá produtores e usuários de dados e informações geoespaciais de instituições públicas e privadas, a academia e interessados que trabalham ou têm interesse em Infraestrutura de Dados Espaciais (IDE).

A Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE) foi criada por meio do Decreto Presidencial nº 6.666 (27/11/2008) e completa dezesseis anos em novembro de 2024. A INDE é concebida como um conjunto integrado de tecnologias, políticas, mecanismos e procedimentos de coordenação e monitoramento, padrões e acordos, para facilitar e ordenar a geração, o armazenamento, o acesso, o compartilhamento, a disseminação e o uso de dados geoespaciais, por cidadãos e organizações públicas e privadas. Tornou-se um instrumento de gestão democrática, aberta, que possibilita o processamento de geoinformações as mais diversas áreas e interessados, oferecendo suporte ao planejamento, monitoramento e avaliação das políticas públicas.

O IV SBIDE tem por objetivo empreender um balanço das contribuições acadêmicas e corporativas no domínio das Infraestruturas de Dados Espaciais (IDEs), que possam estimular a introdução ou melhoria de práticas e o direcionamento de ações, visando à expansão e aperfeiçoamento da INDE e o desenvolvimento das múltiplas dimensões de tratamento e gerenciamento da geoinformação. A temática deste ano pretende destacar a o emprego da inteligência artificial e governança nas práticas de uso das IDEs para políticas públicas.

O IV SBIDE será um evento misto, corporativo e acadêmico, para promover a sinergia entre a academia e as diversas instâncias do Governo Federal, Estadual, Municipal e do setor privado, interessadas. Este evento visa apresentar, discutir e promover a troca de conhecimento e experiências em questões tecnológicas, o estado da arte da implementação de IDEs, normas e padrões estabelecidos nacionais e internacionais, e instruções para adesão à INDE, bem como iniciativas de desenvolvimento e pesquisa relacionadas com a INDE.

Comitê técnico-científico

Comitê que irá avaliar os trabalhos submetidos.

Alexandre Amorim

Agência Nacional de Águas

Alexandre José Almeida Teixeira

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Andrea Flavia Tenorio Carneiro

Universidade Federal de Pernambuco

Andrea Lopes Iescheck

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

André Luiz Alencar de Mendonça

Universidade do Estado do Amazonas

Angélica Carvalho Maio

Universidade Federal Fluminense

Carlos Eduardo Mota

Serviço Geológico do Brasil

Carlos López-Vázquez

Universidad ORT Uruguay - Laboratorio LatinGEO IGM+ORT

Claudia Robbi Sluter

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Clodoveu Davis

Universidade Federal de Minas Gerais

Daniela Moctezuma Ochoa

Centro de Investigación en Ciencias de Información Geoespacial, Aguascalientes, México

Daniele Regina Pontes

Universidade Federal do Paraná

Diego Seco Naveiras

Universidade da Coruña

Doris Mejia Avila

Universidad de Córdoba, Departamento de Ingeniería Ambiental

Edilson Souza Bias

Universidade de Brasília

Elias Nasr Naim Elias

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Emerson Magnus de Araujo Xavier

Diretoria de Serviço Geográfico do Exército

Guilherme Henrique Barros de Souza

Universidade Estadual Paulista

Hesley da Silva Py

Agência Nacional de Petróleo

Homero Fonseca Filho

Universidade de São Paulo

Ivanildo Barbosa

Instituto Militar de Engenharia

Ivone Lopes Batista

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

João Vitor Meza Bravo

Universidade Federal de Uberlândia

Julia Celia Mercedes Strauch

Universidade Federal Fluminense

Karine Reis Ferreira

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Karla Albuquerque de Vasconcelos Borges

Prefeitura de Belo Horizonte/Prodabel

Katia Regina Goes Souza

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Leonardo Scharth Loureiro Silva

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Lubia Vinhas

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Luciene Stamato Delazari

Universidade Federal do Paraná

Luís Fernando Bueno

Centro Gestor e Operacional de Proteção da Amazônia

Marcus Vinicius Alves de Carvalho

Universidade Federal Fluminense

Margareth Simões Penello Meirelles

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Maria Ester Gonzalez

Departamento de Geografía, Facultad de Arquitectura, Urbanismo y Geografía, Universidad de Concepción, Chile

Rafael Lopes da Silva

Secretaria do Patrimônio da União (MGI)

Rafael March Castaneda Filho

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Raquel Dezidério Souto

Instituto Virtual para o Desenvolvimento Sustentável/ Universidade Federal do Rio de Janeiro

Rogério Luís Ribeiro Borba

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Rui Pedro Julião

Universidade Nova de Lisboa

Silvana Philippi Camboim

Universidade Federal do Paraná

Vivian de Oliveira Fernandes

Universidade Federal da Bahia

Temas e Subtemas


O tema para essa edição do evento é: IDEs inteligentes para governança e políticas públicas.

  • 1. Governança e Integração
    • Integração da IDEs com outras Infraestruturas de Dados
    • Governança de Dados
    • Governança ambiental, social e corporativa
    • Planejamento de Dados Espaciais Abertos Governamentais
    • IDEs subnacionais, Regionais, Estaduais, Municipais e Corporativas
    • Perspectivas futuras: Evoluções de padrões em IDEs
    • IDEs para tomadas de decisões
  • 2. Qualidade, Segurança e Interoperabilidade
    • Qualidade de dados em IDEs
    • Esforços para harmonização de dados e estabelecimento de padrões para interoperabilidade e integração
    • Gestão de riscos, ética e segurança de dados: proteção de dados pessoais, combate à desinformação etc.
  • 3. IDEs em ação
    • Mapeamento colaborativo
    • Geoinformação aberta para o desenvolvimento sustentável
    • Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
    • IDEs para a inclusão digital: acesso universal à internet e aos serviços digitais.
    • IDEs temáticas:
      • Planejamento Espacial Marinho
      • Gestão de recursos naturais
      • Gestão urbana e regional
      • Dados cadastrais e gerenciamento de terra
      • Gerenciamento de riscos e desastres
      • Segurança pública
      • Suporte ao desenvolvimento de cidades sustentáveis / inteligentes
      • Ciência de Dados
      • Aplicativos móveis
      • Acadêmicas (Ensino e Pesquisa)
      • Saúde e Bem-estar
      • Agricultura Sustentável
  • 4. Inovação e Tecnologia
    • Quadro Integrado de Informações Geoespaciais das Nações Unidas (UN-IGIF)
    • Novas aplicações de Geoserviços e APIs
    • Novas tecnologias para IDEs
    • IDEs no contexto de IOT/WOT
    • IDEs e Inteligência Artificial
    • Integração de IDEs com a Web Semântica e Web3
    • Dados tridimensionais e multitemporais
  • Observações:
    • Alguns tópicos podem se encaixar em mais de um grupo.
    • A ordem dos grupos e dos tópicos dentro dos grupos é apenas sugestiva.
    • O agrupamento pode ser adaptado de acordo com as necessidades específicas do usuário.
  • Benefícios do Agrupamento:
    • Facilita a navegação e a consulta do documento.
    • Permite uma visão geral dos principais temas abordados.
    • Auxilia na identificação de tópicos relacionados.
    • Facilita a análise e a comparação de diferentes aspectos da IDE.
  • Exemplo de Aplicação:
    • Um pesquisador que busca informações sobre a qualidade de dados em IDEs pode consultar o grupo "Qualidade e Interoperabilidade".
    • Um gestor público que está planejando a implementação de uma IDE municipal pode consultar o grupo "Governança e Integração" e o grupo "IDEs subnacionais, Regionais, Estaduais, Municipais e Corporativas".
    • Uma empresa que desenvolve soluções geoespaciais pode consultar o grupo "Aplicações e Temas" e o grupo "Inovação e Tecnologia".

Datas Importantes

Marco Data
Submissão dos resumos 1º de junho a 19 de julho de 2024
Resultado da Avaliação 2 de setembro de 2024
Envio dos resumos corrigidos 23 de setembro de 2024
IV SBIDE 15 a 18 de outubro de 2024

Submissão de resumos


O envio dos resumos poderá ser realizado no período de 01 de junho a 19 de julho de 2024.

Nesta edição, serão recebidos resumos em português, inglês ou espanhol, entre 800 a 1000 palavras (excluindo título, autores, contatos e referências) e até duas figuras de no máximo 300 kb cada, ou duas tabelas ou uma figura e uma tabela.

Os resumos serão avaliados, podendo ser selecionados para apresentação oral.

A divulgação da avaliação dos resumos será no dia 02 de setembro de 2024.


Ao submeterem o trabalho, os autores autorizam a publicação dos trabalhos, apresentações e imagens do evento nas páginas do SBIDE e nas mídias do evento.

Programação


Divulgação em Breve

Material de Divulgação

A Diretoria de Geociências do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística realizará entre 15 a 18 de outubro de 2024, em formato híbrido, o IV Simpósio Brasileiro de Infraestrutura de Dados Espaciais (SBIDE).

Nesta 4ª edição serão recebidos resumos, entre 800 a 1000 palavras, que serão avaliados e selecionados para apresentação oral do trabalho.
As datas importantes do evento são: De 1 de junho a 19 de julho de 2024 - submissão dos resumos;
Dia 02 de setembro de 2024 – divulgação do resultado da avaliação;
Dia 23 de setembro de 2024 – envio dos resumos corrigidos;
De 15 a 18 de outubro de 2024 – IV Simpósio Brasileiro de Infraestrutura de Dados Espaciais (SBIDE).

Compartilhe nas redes sociais!

Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no LinkedIn

Perguntas e Respostas

De que forma O SBIDE será realizado?

O evento será realizado de forma híbrida (presencialmente e remotamente).

Como serão realizadas as apresentações orais?

Serão realizadas pelo compartilhamento da tela, tendo formato dos slides livre.

Quanto tempo terei para fazer apresentação oral?

As apresentações orais terão duração de 15 minutos. Ao final da sessão serão abertas as perguntas para todos os apresentadores da sessão.

Quem orientará as apresentações?

Cada sessão terá um moderador que orientará as perguntas.

Quais são os papéis nas sessões?

(a) Chair - quem comanda a sessão;

(b) Apresentador – quem vai apresentar o trabalho;

(c) Participante – quem vai assistir à sessão; e

(d) Host – acompanhante da comissão organizadora para suporte.